Nos últimos anos, a Tallentus Amazônia intensificou a prestação de serviços especializados em consultoria e assessoria em planejamento estratégico; elaboração e gestão de programas e projetos; captação de recursos públicos e privados; formação artística e profissional, atendendo a demanda de parceiros, como: Instituto Cultural Hozana Lopes de Abreu; Fundação Casa da Criança da Santa Rosa; Instituto de Comunicação Nós Do Brejo; Fundação de Cultura, Esporte e Lazer de Canaã dos Carajás; Instituto de Desenvolvimento Urbano de Canaã dos Carajás; Conselhos Municipais de Direitos da Criança e Adolescentes; Governo do Estado do Pará por meio do Núcleo de Articulação Comunitária (NAC); Prefeitura de Nova Ipixuna; Prefeitura de Canaã dos Carajás; Prefeitura de Marabá; Prefeitura de Tucurui; dentre outros órgão públicos e privados.

Mais informações em:

Hiroshibogea

Consultoria e Assessoria em Gestão de Organizações Públicas e Privadas.

Consultoria e assessoria em gestão de Secretarias Municipais e autarquias municipais, estaduais e federais.
Implantação de Sistemas Municipais em consonância com as diretrizes de governos federal e estadual; organização de fóruns, conferências e encontros temáticos; elaboração de projetos e captação de recursos; capacitação de servidores.
Agenciamento de Mão de Obras Especializada
Realização de Cursos, Oficinas e Palestras de Capacitação Profissional
Formação de Gestores e Servidores Públicos
Capacitação de Lideranças Comunitárias

Elaboração de Projetos e Captação de Recursos para o Terceiro Setor

Mais informações em: Hiroshibogea

Galpão de Artes de Marabá (GAM)- Ponto de Cultura.
A empresa Tallentus Amazônia geriu durante 15 anos programas e projetos socioculturais em cooperação com o GAM – Ponto de Cultura, envolvendo agentes culturais atuantes em diversas linguagens artísticas, residentes em 12 municípios da região sudeste do Pará. Em 2008 foi criada a Rede Carajás de Cooperação Cultural, por meio do edital de Ponto de Cultura do Pará.

O GAM recebeu Prêmio Asas do Ministério da Cultura do Brasil em 2009, pela excelência em gestão de redes e eficácia nos projetos realizados, reconhecendo Mestres de Cultura locais, fomentando a iniciativa “Rios de Encontro” em parceria com a FUNARTE via residência artística do arte-educador Dan Cohen Baron (país de Gales), no Ponto de Cultura, desdobrando-se na realizando de fóruns de cultura solidária, formação artística pedagógica; e na conquista do Prêmio Nacional ITAÚ UNICEF/2011. O envolvimento do GAM no fomento cotidiano das praticas culturais do movimento artístico em Marabá foi registrado em dissertação de mestrado nomeada Cultura no Desenvolvimento Local: uma estratégia do movimento artístico em Marabá (BOTELHO, 2016).

Mais informações nos links:

PDTSA
Políticas Culturais
Funarte
Confronteiras

Pesquisa na área musical contemplado com o edital de Prêmio Experimentação, Pesquisa e Difusão Artística 2016, vinculado ao Programa de Incentivo à Arte e à Cultura – Seiva, da Fundação Cultural do Estado do Pará. A pesquisa realizada por Deíze Almeida Botelho, gestora da empresa Tallentus Amazônia teve como objetivo, selecionar 10 músicas premiadas em antigos festivais da década de 1980, ocorridos na cidade de Marabá, sudeste do Pará, trabalhadas em experimentações de novos arranjos musicais, resultando na produção de um CD Matriz e em uma apresentação musical na cidade de Marabá (PA), em parceria com o SESC Marabá e empresa Tallentus Amazônia.

Fez-se uso de metodologia qualitativa, participativa, envolvendo diferentes agentes em processos colaborativos. Resultou em artigo sobre o conjunto de composições (letras e músicas) numa relação com a cultura local e a dinâmica territorial amazônica empreendida em tempos de ditadura militar, publicado pelo Boletim Nº09 da Fundação Casa da Cultura de Marabá, em 2017.

Mais informações disponíveis em:

Marabá notícias
Correios News

Pesquisa na área da cultura popular amazônica que resultou no registro de toadas do Boi Bumbá Flor do Campo em formato de CD e MP3, estimulando à criação e produção musical valorizando a memória da cultura amazônica. As ações contemplaram uma investigação social sobre os elementos simbólicos contidos na produção musical (melodia, harmonia e ritmo) que caracterizam a especificidade do grupo Flor do Campo que atualmente corre risco de desaparecimento.

A iniciativa resultou na produção de um texto critico reflexivo, gravação do CD contendo 10 faixas de músicas inéditas composta pelo Mestre de Cultura Zé do Boi, além de 01 faixa com contação da história da origem do Boi. A empresa Tallentus Amazônia coordenou o processo de produção cultural que foi financiado pela Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA), via Projeto de Extensão Universitária – Prêmio Proex.

Canaã em Rede Cultural na Amazônia – Canaã dos Carajás, Pará

Realizado no período de agosto 2014 a abril de 2015, o projeto foi financiado pelo Ministério da Cultura, via Edital Amazônia Cultural 2013. A empresa Tallentus Amazônia realizou consultoria e assessoria na elaboração e gestão do projeto, assim como, executou o mapeamento cultural do município, concepção e produção da revista Canaã em Rede.

Mais informações disponíveis:
Issuu
Canaa dos Carajas 1
Canaa dos Carajas 2

Realizado em 2013, na cidade de Marabá-Pará, sob o patrocínio do Programa Nacional Funarte de Artes Visuais (9ª edição). A ação nasceu da realização de intercâmbio e interlocução entre profissionais das artes visuais: artistas, curadores, críticos e fomentadores culturais das regiões Norte e Sudeste do país. Propôs-se uma cooperação inter-regional, tendo Marabá como a cidade pólo de integração; e as cidades de Rio de Janeiro e São Paulo, como eixos de redes a partir de três ações: I Encontro Cultural de Carajás “Entre Rios e Redes”, realizado em Marabá; uma residência artística do artista Mauricio Adinolfi(São Paulo), junto a artistas locais e comunidade de barqueiros e pescadores de Marabá; e uma mostra de artes visuais da região, nomeada “Onde o Rio Acaba”, no Ateliê 397, em São Paulo (BOTELHO, 2013).

Desdobrou-se na pesquisa nomeada “Arte Relacional na Amazônia: estudo da ação BarcoR Estética Tocantina” – O estudo sob um olhar crítico e reflexivo sobre o processo de criação e produção coletiva que resultou na pintura de 30 antigas embarcações de madeira e numa performance dos barcos sobre o rio Tocantins,na cidade de Marabá-Pará; além da influência da intervenção artística na vida dessa comunidade a partir da emersão de novos significados sobre o objeto e o lugar, considerando tempo, espaço e uma consciência perceptiva do mundo que nos estimula a mergulhar no sentido das águas para compreender o sentido da estética Tocantina.

Mais informações disponíveis em:

Marabá PA
História em revista
Periódicos
Atelie 397
You Tube

O VII Festival Internacional de Teatro sob a temática “Viva a Diversidade Viva” foi realizado no período de 17 a 25 de julho de 2010, na cidade de Belém-Pará, integrado ao VII Congresso Mundial IDEA2010. Na sua 7ª edição estando pela primeira vez na América Latina, o Festival e Congresso Mundial IDEA tiveram como foco a valorização da diversidade cultural, a transformação social através das artes e o significado ambiental da Amazônia para o mundo, dando continuidade aos princípios de solidariedade, cooperação e de responsabilidade social que definiram um de seus diferenciais. Foram realizados 51 espetáculos cênicos oriundos de 40 países sob o patrocínio do Ministério da Cultura e CAIXA.

A parceria estabelecida entre a empresa Tallentus Amazônia, Rede Brasileira de Arteducadores (ABRA) e Associação Internacional de Drama/Teatro e Educação (IDEA), tornou possível a integração de atores culturais locais, nacionais e internacionais na construção, execução e avaliação do Festival que superou as expectativas iniciais, ampliando parcerias, número de artistas e grupos participantes, número de público e abrangência de sua realização, recebendo mais de duas mil pessoas oriundas do Brasil e do Mundo, beneficiando um publico aproximado de 31.200 pessoas.

Mais informações disponíveis em: Redeabra

Empresa premiada pelo Governo Federal por meio da Secretária da Economia Criativa do Ministério da Cultura do Brasil. O Prêmio reconhece o Modelo de Gestão voltado ao desenvolvimento e à sustentabilidade de empreendimentos criativos que estimulam os ciclos de produção, circulação, distribuição, consumo e fruição de bens e serviços criativos.

O Edital de Fomento a Iniciativas Empreendedoras e Inovadoras recebeu 651 inscrições no período de 13 de fevereiro a 30 de abril de 2012. Das 491 inscrições válidas, foram habilitadas 383 iniciativas na primeira fase, 223 para a categoria Novos Modelos de Gestão de Empreendimentos e Negócios Criativos e 160 para Formação para Competências Criativas. O resultado do prêmio foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) Nº 251-A, segunda-feira, 31 de dezembro de 2012, contemplando 100 Iniciativas Empreendedoras e Inovadoras atuantes em todo o brasileiro.

Portfólio Tallentus Amazônia